Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Moda

Neste consultório encontra informação e aconselhamento sobre moda, imagem e beleza pela estilista e consultora de moda Olga Cardoso Pinto. Temas sobre tendências, novidades e dicas para estar sempre atualizada!

  • NESTE CONSULTÓRIO ENCONTRA INFORMAÇÃO E ACONSELHAMENTO SOBRE MODA, IMAGEM E BELEZA. TEMAS SOBRE TENDÊNCIAS, NOVIDADES E DICAS PARA ESTAR SEMPRE ATUALIZADA!
  • Os 100 anos do soutien

     
    Um pouco de história:
     
    As roupas femininas a partir de 1500 a 1800, foram tomando cada vez mais forma e elegância, daí houve a necessidade de criar um suporte para os seios e adelgaçar a cintura para os modelos de vestidos que se tornavam a coqueluche da alta sociedade, nasce assim o espartilho.
    Mas este adereço tornava-se bastante desagradável, devido aos materiais em que era fabricado e ao excessivo aperto dos cordões, para tornar a cintura de vespa, tão em moda nesta altura, desmaios e doenças pulmonares são atribuídas a este acessório.
    Em 1893, Marie Tucek, patenteou o “brast supporter”- a primeira peça de vestuário similar ao actual soutien (palavra de origem francesa original do soutien gorge), que usava colchetes para prenderem as alças que suportavam pequenos “bolsos” onde encaixavam os seios.
    Em 1907, o termo “brassiere” começou a aparecer nas revistas mais conceituadas, para mulheres e em 1912 aparece no Dicionário de Inglês de Oxford.
    Em 1913, a socialite nova iorquina Mary Phelps Jacobs, tomou o assunto em mãos e fabricou com muito requinte e inovação, o primeiro soutien chic e glamoroso, a partir de lenços de seda e algumas fitas de cetim. As suas amigas acolheram esta ideia inovadora e encorajaram-na a registar a marca. Mas em pouco tempo, Mary cansou-se do negócio e vendeu a marca à Warner Brothers Corset Company.
    Actualmente, são os lideres das marcas de fabrico de roupa interior e soutiens (bras).
    A partir de 1928, a intrépida Ida Rosenthal, levou o soutien ao seguinte patamar da evolução, introduzindo o tamanho das copas, adaptando assim o soutien para todas as fases da vida da mulher.
    Alguns anos depois, a Warner acrescentou o sistema de tamanhos de A a D.
    Nos anos 60 foram o estandarte da revolução sexual e libertação da mulher.
    Nos anos 90 foi a inovação do modelo da Wonderbra, com almofadinhas, que fez furor.
    Até aos nossos dias, a evolução desta peça íntima tem sido gradual e adaptada ao nosso estilo de vida e necessidades - adolescência, amamentação, desporto, etc.
    De estilo requintado, rendas e cetins, desportivo e básico, em algodão e modelos simples, o soutien não passa indiferente ao nosso olhar. Encontramos variadíssimos modelos para os nossos decotes e tipos de peito, minimizadores para seios grandes, balconet para elevar o peito em decotes ousados, push-up para peito pequeno, bandeau ou cai-cai para vestuário com ou sem alças…
    Aguardemos pelo futuro, para que esta longa história íntima continue!
     
     
    Fotos de modelos de lingerie: Simel by Helix    
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    Copyright . Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da autora deste blog.