Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Moda

Neste consultório encontra informação e aconselhamento sobre moda, imagem e beleza pela estilista e consultora de moda Olga Cardoso Pinto. Temas sobre tendências, novidades e dicas para estar sempre atualizada!

  • NESTE CONSULTÓRIO ENCONTRA INFORMAÇÃO E ACONSELHAMENTO SOBRE MODA, IMAGEM E BELEZA. TEMAS SOBRE TENDÊNCIAS, NOVIDADES E DICAS PARA ESTAR SEMPRE ATUALIZADA!
  • Notícias

     

    Madame Carven faz 100 anos

     

    «A alta-costura trouxe-me felicidade, foram os melhores anos da minha vida», afirmou Madame Carven durante um evento antecipado para comemorar o seu 100º aniversário. Uma criadora singular que foi eleita a estilista favorita das mulheres “Petit”.

     


    Com apenas 1,55m de altura, Madame Carven dedicou parte da sua vida a criar moda em prol das mulheres pequenas que, tal como ela própria, tinham dificuldade em encontrar peças de roupa que se adaptassem ao seu corpo na perfeição. Deste modo, Carmem de Tommaso desistiu dos planos de ser arquitecta e designer de interiores e decidiu ela própria resolver esta questão, abrindo em 1945 a casa “Carven”.

    O seu estilo fresco e despreocupado converteu-se em moda quando conquistou actrizes como a Leslie Caron e a mulher do ex-presidente francês Valery Giscard d'Estaing, para quem desenhou o vestido de noiva, para além de jovens em todo o mundo. «A Alta-Costura trouxe-me muita felicidade, a alegria em criar. Eu fiz tudo o que era possível para que a mulher se sentisse mais bonita», afirmou Madame Carven, acrescentando ainda «comecei sem a ajuda de ninguém. Actualmente, tudo é diferente e são necessários patrocinadores. Tudo é muito caro, muito difícil».

    Nos tempos do pós-guerra, marcados pelo retorno do sucesso de estilistas masculinos como Christian Dior e Jacques Fath, Madame Carven «era uma espécie de excepção» segundo Florence Miller, professora do Instituto Francês da Moda. «Ela tinha a intuição e o apelo para jovens mulheres num tempo de estilistas que vestiam mulheres mais velhas. O seu estilo era prático, leve, muito feminino, muito próximo do que mulher quer nos dias que correm. De igual forma, não queria construir uma imagem espectacular para sua marca, como Dior por exemplo», explica Miller.

    Num reconhecimento à sua contribuição para a moda e com a chegada de seu 100º aniversário, a 31 de Agosto, a Federação Francesa de Alta-Costura organizou uma festa para Madame Carven nos jardins do Museu Galliera, no último dia dos desfiles de Alta-Costura para o Outono-Inverno 2009/2010. «Ela foi a primeira estilista a ter coragem para fazer pronto-a-vestir, foi uma revolucionária», salientou o presidente da Federação Francesa de Alta-Costura, Didier Grumbach, acrescentando que «vendia vestidos da Carven e levei a marca para os Estados Unidos da América, em 1964, tendo recebido aplausos de nomes conceituados, como foi o caso dos estilistas Jean-Charles de Castelbajac e Claude Montana, do CEO da Louis Vuitton, Yves Carcelle, e de muitos amigos pessoais de Carven».

    Madame Carven desistiu de criar em 1993, aos 84 anos, para se concentrar na sua paixão por móveis antigos e antiguidades em geral. Hoje, a sua marca pertence ao grupo francês SCM, que abandonou a alta-costura e tem como foco o pronto-a-vestir.

     


    In Portugaltêxtil

     

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    Copyright . Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da autora deste blog.