Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Moda

Neste consultório encontra informação e aconselhamento sobre moda, imagem e beleza pela estilista e consultora de moda Olga Cardoso Pinto. Temas sobre tendências, novidades e dicas para estar sempre atualizada!

  • NESTE CONSULTÓRIO ENCONTRA INFORMAÇÃO E ACONSELHAMENTO SOBRE MODA, IMAGEM E BELEZA. TEMAS SOBRE TENDÊNCIAS, NOVIDADES E DICAS PARA ESTAR SEMPRE ATUALIZADA!
  • A moda à mesa

    O Bolo-ReiO Bolo Rei
    De acordo com os anais históricos, o Bolo-Rei terá surgido na França de Luís XIV, não resistindo aos calores anti-monárquicos da Revolução Francesa de 1789.


    Contudo, os inspirados pasteleiros franceses “trocaram as voltas” aos revolucionários e renomearam o Bolo Rei de “gâteau des sans-culottes”, garantindo-lhe desta forma a existência.

    Também em Portugal, o Bolo-Rei introduzido no final do século XIX viu, com a proclamação da República em 1910, a sua existência ameaçada. Os pasteleiros portugueses, seguindo o estratagema francês, deram novo nome ao velhinho Bolo-Rei, passando a chamar-lhe “bolo-presidente” e “bolo-Arriaga” (aludindo ao primeiro Presidente da República, Manuel de Arriaga).

    Quanto à composição, o Bolo-Rei faz-se, basicamente, com massa de pão levedada, formando uma coroa, coberta de frutos cristalizados e de açúcar em pó (embora com variações).

    Numa perspectiva religiosa, a fava do Bolo-Rei fundamenta-se na lenda segundo a qual os Reis Magos, ao verem uma estrela a brilhar no céu, assinalando o nascimento do “Salvador”, encaminharam-se de pronto para Belém. Quando se aproximaram das muralhas que cercavam Jerusalém, Baltazar, Belchior e Gaspar disputaram a primazia de oferecer o ouro, o incenso e a mirra a Jesus. Um padeiro, coberto de boas intenções, terá então confeccionado um bolo dentro do qual escondeu uma fava. O rei que ficou com a fava foi o que primeiro entregou o presente ao menino.

    Do ponto de vista histórico, sabe-se que desde o tempo dos romanos se praticava o jogo da “Rainha da Fava”. Ainda hoje, na França, é jogado. Em família, e fora de casa, é servido um bolo com uma ou duas favas escondidas. Quem as encontrar na sua fatia é proclamado rei ou rainha, tendo o privilégio de expressar os votos de Boas Festas, na restante parte do dia.

     

    in http://sabores.sapo.pt/  

     

    Bolo rei
    Ingrediente Principal: Farinha de trigo

    Receita de: Receituário tradicional português

    Imprimir Receita Ingredientes
    Manteiga: 130 gr
    Açúcar: 130 gr
    Farinha: 500 gr
    Fermento: 15 gr
    Ovo: 3
    Leite: 2 dl
    Vinho do Porto: 2 colheres de sopa
    Aguardente velha: 2 colheres de sopa
    Fruta cristalizada variada: q.b.
    Amêndoa: q.b.
    Noz: q.b.
    Pinhão: q.b.
    Preparação
    Num pouco de leite frio dissolva o fermento e adicione a farinha. Junte todos os ingredientes, excepto as frutas cristalizadas e os frutos secos, e amasse bem. Quando a massa começar a fazer bolhas, sinal de estar bem batida, juntam-se as frutas cristalizadas e os frutos secos. Tende-se a massa em forma de rosca, colocando em recipiente com buraco no meio, depois de bem untado com manteiga. Deixa-se descansar durante umas horas. Pincela-se com gema de ovo e colocam-se mais algumas frutas cristalizadas por cima. Coze-se em forno médio até ficar dourado.

     

     

     

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    Copyright . Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da autora deste blog.